Início / Plantão de Polícia / Notas Policiais

Notas Policiais

 

Na tarde de terça-feira, um homem de 25 anos foi preso por tráfico de droga no Carlos Cassuci, em São José do Rio Pardo. A equipe Rocam da Polícia Militar foi até o bairro depois de receber uma denúncia de que o homem estava guardando droga dentro da casa dele. Ele foi encontrado pela polícia e ainda confessou que armazenava a droga. O homem deixou a equipe entrar na casa e contou que o entorpecente estava no guarda roupa dele. Foram encontrados 504 gramas de crack e 40 gramas de maconha embalados em uma sacola. Ao ser questionado sobre o dono das drogas, o homem contou que apenas guardava, e que elas eram de outra pessoa. Ele recebeu voz de prisão por tráfico de entorpecente/apreensão de objeto, e está à disposição da justiça.

 

Uma mulher foi agredida pelo filho de 17 anos com um cabo de vassoura após se negar a dar 50 reais a ele, na tarde de segunda-feira, em São José do Rio Pardo. A Polícia Militar foi até o bairro Carlos Cassuci e encontrou o jovem. Ele afirmou que precisava do dinheiro pra comprar remédio a um animal e ainda negou ter agredido a mãe dele. O adolescente foi contido por meio de algemas e levado pra delegacia, mas acabou sendo liberado.

 

Na tarde de terça-feira, um servente de 25 anos foi preso em Pirassununga por tráfico de drogas. Com ele foram encontrados nove porções de crack, na Vila Belmiro, durante operação da Polícia Civil com o apoio da Guarda Civil Municipal, pra coibir o tráfico de caminhoneiros e carregadores de caminhão, que ficam nos postos de combustíveis na SP-330. O homem foi encontrado de bicicleta em atitude suspeita. Ele fingiu estar arrumando a bike e jogou no chão um pacote que estava no bolso. O rapaz foi levado pra delegacia e preso em flagrante. Além disso, ele já tinha passagem pelo mesmo delito e por ocorrências da Lei Maria da Penha.

 

 

 

Drogas no ‘buracão’

A equipe Rocam da Polícia Militar estava em patrulhamento pela Avenida Maria Aparecida Salgado Bragueta, no local conhecido como ‘buracão’, quando notou um adolescente vendendo drogas. Com ele foram encontrados R$ 20 e um celular. Já no ‘buracão’ os policiais encontraram um saco plástico com 47 gramas de maconha, cinco pedras de crack e uma pedra bruta de crack pesando 12 gramas. O jovem recebeu voz de apreensão por tráfico de drogas e foi levado pra delegacia de São José do Rio Pardo.

 

Ex-sargento é preso

Um ex-sargento da Polícia Militar foi preso e condenado por assassinar a esposa com um tiro em Rio Claro, em 2014. O homem, de 64 anos, foi sentenciado a 8 anos de prisão pelo crime de homicídio. Ele foi preso em Pirassununga, durante uma operação da Polícia Civil. A ex-esposa dele, uma enfermeira de 58 anos, levou um tiro na barriga. Ela chegou a ser levada pra Santa Casa, mas morreu antes de passar por uma operação. O ex-sargento foi levado ao presídio militar Romeu Gomes, na capital.

 

 

24 aves exóticas

A Polícia Ambiental de São João da Boa Vista   encontrou 24 aves exóticas, que eram vendidos ilegalmente em uma agropecuária. O dono do local foi multado em R$ 2.800. Quatro aves encontradas não constam na lista do Ibama, sendo duas roselas e dois forpus. O proprietário do local não apresentou comprovação da origem ou nota fiscal das aves. Ele foi autuado por introduzir espécie animal exótica. Uma das anilhas estava com sinais de adulteração, o que aumenta a suspeita da origem irregular da ave.

 

 

Homem morre em duto

Um operador de máquinas de 31 anos morreu durante um furto de combustível de duto, em Pirassununga, no domingo. Ele foi encontrado pela Polícia Militar e a Guarda Civil dentro de um buraco, em uma fazenda da zona rural.

No local foi encontrada uma mangueira no caminhão, usada pra furtar combustível. Na carroceria do veículo, tinha 14 recipientes com capacidade de mil litros de armazenamento, cobertos por uma lona. Um deles estava com 200 litros de gasolina retirada do duto. Os técnicos da empresa seguiram a mangueira até o buraco onde estava o duto e encontraram o corpo do operador de máquinas. A perícia técnica da Polícia Civil foi chamada e constatou o furto e a morte. Dois familiares dele também estiveram no local. Eles contaram à polícia que o operador saiu de casa na noite de sábado e não voltou.

 

Matou ciclista em Poços

Um motorista está sendo procurado pela Polícia Militar suspeito de matar um ciclista de 17 anos em um acidente, que aconteceu na noite de domingo, no bairro Monte Verde, em Poços de Caldas. De acordo com a polícia, a vítima, que descia de bicicleta pela Rua Pedro Barbosa, foi atropelada no momento em que um carro desviou de outros veículos que estavam estacionados. O motorista do carro fugiu do local sem prestar socorro. Através de câmeras de segurança próximas ao local, os policiais concluíram que o veículo é um Corsa de cor prata, modelo antigo. A perícia da Polícia Civil esteve no local. O corpo do ciclista foi levado pela funerária. A Polícia Militar continua as buscas pelo suspeito.

 

Mulheres se ferem

Na tarde de domingo aconteceu um acidente entre um carro e uma moto na Avenida Independência, em São José do Rio Pardo, deixando duas mulheres levemente feridas. De acordo com o boletim de ocorrência, a mulher que pilotava a moto estava em frente a um bar no momento em que o carro, que estava na frente dela, parou de repente. Ela estava acompanhada de outra mulher, na garupa, e não conseguiu evitar a batida. O condutor do carro fugiu do local sem prestar socorro. O Samu foi chamado pela Polícia Militar e socorreu as vítimas. Elas foram medicadas e liberadas.

 

Prisão na Clínica

Na manhã de segunda-feira foram presos em Poços de Caldas o dono e um funcionário da clínica de reabilitação de dependentes químicos, onde um paciente morreu no dia 18 de março. Segundo o G1, equipes da Polícia Civil e da Vigilância Sanitária cumpriram mandados de busca e apreensão pra investigar irregularidades. Os dois homens foram levados ao presídio de Poços de Caldas. A intenção do advogado do proprietário é entrar com revogação do pedido de prisão temporária. Já o advogado do funcionário não quis comentar sobre o caso. Os dois ainda têm passagens pela polícia: o dono da clínica responde por lesão corporal, receptação, tráfico de drogas e ameaça, e também chegou a cumprir pena no presídio de Alfenas, mas saiu em 2008 em liberdade condicional. Já o funcionário tem passagens por lesão corporal em Minas Gerais e São Paulo. Além disso, uma técnica de enfermagem também foi ouvida pela polícia por suposta falsificação de relatório médico. O caso ainda está sendo investigado.

Para relembrar, o paciente ficou internado durante meses no local, mas, segundo a família, ele já tinha recebido alta no dia 11. Seis dias depois, ele teve uma recaída e voltou pra clínica. Ainda de acordo com a família, o proprietário do local foi até a casa do paciente para convencer os familiares que ele deveria continuar o tratamento. O homem voltou à clínica e, horas depois, a família foi comunicada que ele tinha morrido.

Um laudo do Instituto Médico Legal apontou indícios de violência. A defesa da clínica reconheceu a possibilidade de agressão, mas afirmou que dois internos que fugiram foram responsáveis pelo crime.

Confira também

Mais um estabelecimento comercial é assaltado em nossa cidade- Vejam esta e outras notas do Plantão de Polícia

  (((((policiais))))))   Mais um estabelecimento comercial é assaltado em nossa cidade Na noite de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *