Início / Plantão de Polícia / Defesa do empresário aguarda vinda do laudo

Defesa do empresário aguarda vinda do laudo

Defesa do empresário aguarda vinda do laudo

Médico que examinou a menina não confirmou estupro, mas laudo definirá o assunto

 

O advogado de defesa do empresário preso segunda-feira, 5 de março, sob acusação de estupro contra a enteada de 9 anos aguarda a chegada do laudo oficial dos exames feitos em São João da Boa Vista naquele mesmo dia. O médico já teria informado que a menina é virgem e a mancha no seio poderia ser resultado de uma pancada, mas só o laudo confirmará isso. O empresário, por enquanto, continua preso em uma penitenciária de Sorocaba.

A denúncia de que o suposto estupro teria acontecido partiu, segundo as informações, da própria mãe da menina e ocorreu domingo, dia 4, quando ela viu manchas no seio da filha. A menina lhe teria dito então que as marcas haviam sido causadas pelo padrasto. A mãe da criança chamou a polícia militar e o empresário foi preso. O advogado dele foi chamado e solicitou ao delegado de plantão que fosse feito, com urgência, o exame de corpo de delito.

No dia seguinte, 5, à tarde, o advogado e as partes envolvidas estiveram no Fórum para a audiência de custódia. O repórter Silvio José (Gazeta e Difusora) também foi ao Fórum e chegou a ver a mãe da menina abraçar o marido na audiência e dizer-lhe que “faria de tudo para provar a inocência dele”. Durante a audiência o advogado pediu ao juiz que houvesse o relaxamento do flagrante por falta de provas, sendo inicialmente atendido.

Como, porém, a promotora que acompanhou a audiência pediu a prisão preventiva até que os exames e o laudo fossem divulgados, o juiz a atendeu. O empresário teve então a prisão preventiva confirmada e foi levado para Casa Branca, de onde acabou sendo transferido para Sorocaba – mesmo sendo, por enquanto, apenas um indiciado e não acusado de estupro.

Outro caso

Outro homem foi acusado de estupro na terça-feira, 6 de março, em São José do Rio Pardo. As mães de duas meninas, uma de 9 e a outra de 7 anos, contaram à polícia que elas brincavam na porta de casa quando foram convidadas pelo homem a entrar na residência dele. O suspeito ofereceu uvas verdes sem caroço a ambas e, segundo o boletim de ocorrência, depois disso ele as teria molestado sexualmente.

O homem ainda lhes disse para voltarem à sua casa somente quando a mulher dele não estivesse lá, porque ela era ciumenta. Ele convidou as meninas para retornarem dias depois, oferecendo-lhes lanche e refrigerante. As mães das crianças ainda afirmaram que o fato já havia ocorrido anteriormente e o caso está sendo tratado como estupro de vulnerável, estando sob investigação.

Denúncias como esta podem ser feitas ao Conselho Tutelar pelos telefones (19) 3682-9331 e 3682-9347 ou ao CREAS – (19) 3682-9338.

Confira também

Roubou alegando estar sem dinheiro para pagar as contas. Leiam esta e outras notas do Plantão de Policia.

Plantão de Polícia –   (((((policiais)))))   Roubou alegando estar sem dinheiro para pagar as …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *