Início / Plantão de Polícia / Polícia investiga falso sequestro e estupro

Polícia investiga falso sequestro e estupro

Polícia investiga falso sequestro e estupro

No Fórum houve a audiência dos acusados de promoverem o “tribunal do crime” em 2017

São José encerra a semana de forma agitada na esfera policial e com crimes ainda por serem desvendados quanto aos autores. Pelo menos duas ocorrências graves – falso sequestro no dia 19, com perda financeira, e estupro no Jardim Aeroporto, no dia 14 – aconteceram, além da audiência no Fórum para oitiva dos acusados de serem autores do “tribunal do crime” ocorrido em agosto de 2017.

Falso sequestro

O falso sequestro aconteceu na madrugada de quinta-feira, quando um casal de São José recebeu uma ligação informando que a filha deles havia sido sequestrada. Bandidos usando celular ameaçavam matar a filha se não houvesse depósitos no valor que cobravam. Houve novos telefonemas e o casal esperou o banco abrir naquela manhã para retirar dinheiro, alegando para a funcionária da agência que seria para compra de um terreno.

Uma das funcionárias desconfiou e avisou um delegado, que alertou as polícias Civil e Militar sobre o possível golpe. A filha do casal foi contatada em sua própria residência e tentou se comunicar com os pais, sem êxito. Nesse ínterim o casal, ainda sob a ameaça telefônica de morte à filha supostamente sequestrada, voltou ao banco para fazer outro saque. Era meio-dia, aproximadamente.

Os policiais e a filha do casal foram rapidamente ao banco, mas não conseguiram evitar esse último depósito. Os autores do golpe, possivelmente do Rio de Janeiro, devem ter recebido cerca de R$ 40 mil.

O jornal ouviu o delegado Ivan Wohlers sobre o fato, que comentou o seguinte: “Foi um golpe mediante celular, pessoas desconhecidas, inescrupulosas, ligam para a vítima pedindo dinheiro e alegando estar com alguém da família. Aproveito e chamo a atenção de todos que não caiam neste golpe, antes de qualquer depósito em banco ou lotérica procure a polícia civil que nós estamos aqui para ajudá-los 24 horas”.

Ainda segundo o delegado, o que chama muito a atenção da polícia é o horário e a pressa desses autores em receber o dinheiro. “As pessoas devem tomar cuidado e não fazer esses depósitos, procurando colher mais detalhes sobre a forma, horário, aonde, e procurar manter a calma. Esses golpes realmente estão acontecendo e é preciso evitar fazer esses depósitos”, concluiu.

“Tribunal do crime”

Na quarta-feira, 18 de abril, aconteceu no Fórum de São José a audiência dos seis acusados, incluindo uma mulher, que no dia 28 de agosto de 2017 sequestraram um casal de namorados e os submeteram a humilhações e ameaça de morte. Não fosse a pronta ação da Polícia Civil naquela ocasião, os seis teriam praticado o assassinato do casal, que já estava sob o assim chamado “tribunal do crime” – ritual criminoso que antecede as mortes.

Segundo informações passadas ao jornal pelo juiz Wyldensor Martins Soares, que comandou a audiência no dia 18 de abril no Fórum, faltou apenas “a oitiva de uma testemunha residente em Mococa e uma perícia em telefones celulares”. Ainda segundo o juiz, “as acusações são por integração de organização criminosa e prática de tortura”.

O estupro

O estupro ocorrido na madrugada do último sábado, dia 14, aconteceu na região escura, sem iluminação alguma, entre os prédios da Etec Paula Souza e FEUC. Em uma situação assim, segundo a polícia militar, fica muito fácil um bandido se aproximar e cometer um crime porque dificilmente alguém o verá agir, exceto as vítimas.

A PM foi acionada via COPOM por volta de 1 hora da manhã para atender a ocorrência, na Avenida Santos Dumont, no Jardim Aeroporto. No local os policiais tomaram o depoimento do casal de namorados: uma jovem de 20 anos e um rapaz de 26 anos. Ambos estavam no interior de um carro quando foram surpreendidos por um homem que, portando aparentemente um revolver, obrigou o rapaz a entrar no porta-malas e, por duas horas, manteve a jovem no interior do veículo para força-la sexualmente.

O delegado Ivan Wholers disse esta semana ao jornal que o depoimento dessas vítimas aconteceu terça-feira, dia 17, na Delegacia. A moça violentada, segundo ele, contou todos os detalhes do crime sexual cometido pelo estuprador e o namorado dela também relatou o que ocorreu. Ivan mostrou-lhes o álbum de fotografias que ele, delegado, mandou confeccionar após assumir a Delegacia de São José e que contém o rosto de muitos criminosos com passagens pela polícia. Nenhum deles, porém, foi reconhecido como autor do estupro do dia 14.

 

Nesta foto ilustrativa do governo federal há orientações básicas para evitar o golpe do falso sequestro

 

Casal entra em vias de fatos

A Polícia Militar compareceu no dia 15, por volta das 17h45 no Bairro Buenos Aires para atender a uma ocorrência de desinteligência. No local os policiais ouviram as partes envolvidas.

A mulher, VSL, disse que depois de uma semana seu amásio chegou em casa muito agressivo e veio a danificar as portas de um guarda-roupas, além de ambos partiram para a agressão física.

O homem, ESTM, em sua versão, disse que chegou ao local para pegar seus objetos pessoais quando acabou entrando em briga corporal com a amásia.

A polícia fez boletim de ocorrência.

 

 

Furto em loja no centro da cidade

A Polícia Militar foi acionada no dia 16, por volta das 11h25, para atender a uma ocorrência de furto numa loja do centro da cidade.

De acordo com o depoimento de BFB, de 31 anos, ela foi informada pelas funcionárias que um indivíduo de cor branca, usando boné e camiseta azul com a logomarca “JZ Hortifruti”, efetuou furto de uma máquina cortar cabelo e outros objetos não identificados.

O suspeito estava acompanhado de uma mulher branca com cabelos loiros tipo chanel levemente ondulados, que foram identificados pelo sistema de câmeras de segurança da loja. A Polícia realizou patrulhamento sem lograr êxito na localização dos suspeitos.

 

 

Traficante é preso no Maria Boaro

Na última sexta-feira, dia 13, por volta das 18h30, equipe da Rocam de São Jose do Rio Pardo e Mococa, durante operação denominada “Cavalo de aço”, foi ao bairro Maria Boaro e, em posse de denúncia de tráfico de drogas, se posicionou em local adequado e passou a monitorar o suspeito GAD, de 24 anos, que fazia contato com os compradores de drogas. Em seguida ele entrava em uma trilha e seguia no sentido de uma mata e logo retornava, entregando algo ao comprador.

Após visualizarem a ação de venda por três vezes, os policiais se deslocaram para realizar a abordagem e, em busca pessoal, foi localizado com GAD uma quantia de R$ 70,00. Após refazer o caminho percorrido por ele foram localizados 13 (treze) eppendorffs contendo cocaína, totalizando 24 gramas.

Indagado sobre o tráfico de drogas, GAD negou, apenas disse que já cumpriu pena pelo crime, porém alegou desconhecer a origem da droga localizada pela equipe. Indagado também sobre a visualização do tráfico, nada comentou. Diante dos fatos foi-lhe dada voz de prisão, sendo ele conduzido à Delegacia,, onde o delegado ratificou a prisão.

 

 

Mulher furta doces e bolachas

A Polícia Militar foi acionada via Copom no último domingo (dia 15), para atender a uma ocorrência de roubo no estabelecimento Japa Presente. No local, RAFC, de 34 anos, informou que uma mulher de rua conhecida por estar sempre na Perimetral havia furtado do interior da loja dois potes de doce de leite e dois pacotes de bolacha, deixando o local e indo em direção à Área de Lazer.  Os PMs realizaram buscas e não encontraram a suspeita, que já é conhecida dos meios policiais. Foi registrado B.O.

 

 

Veículos oriundos de roubo são apreendidos em Casa Branca

No último sábado, dia 14, por volta das 19h30 a Polícia Milita de Casa Branca foi acionada via COPOM devido a roubos ocorridos e que os ladrões estariam dirigindo um Fiat Strada Adventure de cor branca, com placas de Itapira. Com estas informações os PMs deslocaram-se em direção ao retorno entre Casa Branca x Mococa, próximo ao Posto RVM (Monte Sinai), possível local de sentido tomado pelos ladrões.

Permanecendo ali por alguns minutos, em dado momento surgiu da fazenda São Manoel o veículo informado pelo COPOM em alta velocidade. Foi dado ordem de parada, desobedecida pelo condutor, iniciando assim, acompanhamento pela rodovia SP 340 até o primeiro° retorno de Casa Branca, retornando novamente e adentrando a uma estrada de terra vicinal, a SP 340, sentido Itobi.

Pela rodovia SP 340, após certo percurso, os indivíduos abandonaram o veículo e adentraram ao matagal. Foram realizadas diligências juntamente com demais viaturas no local, porém, os indivíduos não foram encontrados. Consultado o chassi do veículo, o mesmo constava como fruto de roubo pelo município de Itapira em setembro do ano passado. Porém, o veículo ostentava placas distintas, sendo tais placas FMP-1700, de outro veículo Fiat Strada do mesmo modelo, cor e ano da cidade de Vargem Grande do Sul.

No interior do veículo foram localizadas três toucas ninjas, um alicate de pressão, e um rádio transmissor Motorola. Após contato com uma das vítimas, que rastreava o celular de seu pai, que havia sido roubado por indivíduos em um veículo Fiat Strada, foram realizadas diligências e encontraram um Fiat Strada Trek de cor cinza ano 2014 com placas de São Paulo, também produto de roubo. Os veículos foram apreendidos para perícia.

 

 

Identifica autor de mais de 11 furtos

a ranchos nas margens do rio Pardo

A Polícia Civil de Mococa esclareceu na última semana 11 furtos a ranchos, ocorridos mediante arrombamento , sendo os ranchos localizados às margens do rio Pardo, na SP-340. A polícia chegou até o principal suspeito após diligências do Setor de Investigações Gerais. Ele confessou os crimes e revelou onde estavam os objetos furtados.

Os crimes aconteceram no final do mês de março e início de abril. O autor, de 28 anos, é morador das proximidades. Em depoimento, ele disse que atuou sozinho, o que será apurado pela Polícia Civil. Ainda de acordo com o delegado titular de Mococa, José Guilherme Torrens de Camargo, como não houve o flagrante o inquérito será instaurado para avaliar a prisão do suspeito. Os objetos foram restituídos às vítimas.

Confira também

Resultados do veterano quarentões 2018-Ajax x Multimil e Juá x Agro Vila são as semifinais

Resultados do veterano quarentões 2018-Ajax x Multimil e Juá x Agro Vila são as semifinais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *